segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Caso clínico - residentes (continuação)

Paciente de 56 anos que tinha estória de tratamento prévio para glaucoma, assintomático do ponto de vista oftalmológico, sem antecedentes pessoais ou familiares de doença ocular. Em tratamento de fratura  de membro inferior esquerdo decorrente de  acidente automobilístico há 30 dias.

Acuidade visual 1,0 ao com correção
Biomiscroscopia: câmara anterior ampla, córnea e cristalino transparentes
TA 18/18 mmHg (8:30h)

Seguem os exames complementares:

Gonioscopia AO: ângulo camerular amplo com visualizão de todas as estruturas trabeculares até esporão escleral em 360o  de sua extensão, pigmentação normal.

CTD (em mmHg):
8h- 17/18
10h- 17/17
12h- 16/17

Espessura corneana central (ECC)  572/578 um

Campimetria BB (Humphrey central 24-2):

Tomografia de coerência óptica (OCT) do nervo óptico: camada de fibras nervosas preservada em AO.

Pergunto:
- Diagnóstico e localização provável da lesão
- Alguma avaliacão complementar?
- Paciente deseja saber se pode dirigir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário